4 destaques da Milan Fashion Week Spring Summer 2020

As poderosíssimas casas de moda italiana, nesta edição da Semana de Moda de Milão, se empenharam em resgatar seu passado e sua origem. Talvez o destaque maior, ou pelo menos o que mais deu o que falar, foi a aparição da diva Jennifer Lopez no show da Versacce, vestindo o famoso vestido verde decotado que ela usou no Grammy do ano 2000 e virou um clássico dos red carpets.

Alessandro Michele também surpreendeu com uma coleção mais clean, com uma proposta mais semelhante à de décadas atrás. Mas ainda assim, cheia de personalidade! Sair da zona de conforto é fundamental em um mercado que respira criatividade, né meninas? Mesmo quando você tem nas mãos a marca mais celebrada e admirada no mundo, como no caso da Gucci.

Vamos aos highlights?


Prada

Uma coleção elegante, descomplicada mas super refinada, em que a beleza individual é prioridade e que “o foco é a mulher e não a roupa”. Essa foi a proposta de Miuccia Prada para a Primavera Verão 2020. A influência da década de 70 traz feminilidade e uma pitada de irreverência aos looks, especialmente nos acessórios.

Resumindo? Tudo chiquérrimo, empoderado, e desejo instantâneo total!


Versacce

Como eu falei na introdução, um dos pontos altos do evento como um todo foi a aparição da JLo com o clássico jungle dress fechando o show da marca. Toda a coleção foi voltada pra importância desse dress no mercado da moda e no imaginário popular, fazendo referência a como o look alterou permanentemente a forma que consumimos informações visuais online. O restante da coleção vem com os famosos prints de folhagens tropicais, mas também teve muito neon, alfaiataria sexy, comprimentos curtíssimos, ombros destacados e cinturas marcadas. Mais Versacce impossível!


Dolce & Gabbana

Welcome to the jungle foi, sem sombra de dúvidas, a temática mais frequente nas apresentações desta MFW. A D&G por exemplo apostou em uma abordagem artesanal com muito handmade explorando texturas e mix de cores super ricas. Mas os pretinhos básicos ultra sexy com pegada retrô anos 90 também não faltaram, claro!

Foram 124 looks no total, todos seguindo fielmente a essência da label.


Gucci

A primeira impressão da Gucci SS20 é: cadê as estampas e os looks kitsch? Claramente a coleção chega propondo uma nova estética, bem mais enxuta. Muito color blocking, looks sexy e ousados, renda, alfaiataria e acessórios statement. Resta saber se o status de “marca mais cool do mundo” vai ser abalado favoravel ou desfavoravelmente por essa mudança de foco. O que vocês acham?


Deixe seu comentário, quero saber o que você achou!

O que você acha? Deixa seu comentário aqui!