Diário no Lapinha SPA

Acordar no terceiro dia já foi mais fácil. Pense que fui dormir às oito da noite (rsss). Já parti com a turma da primeira caminhada para um percurso de 7 km e meio. Só pra avisar que ninguém é obrigado a fazer os exercícios. A lista de atividades é grande, então basta escolher aquelas que estão dentro de sua vontade e perfil. Voltamos e já era hora do café da manhã. Um suco bem grosso de morango e o tofu. Comer tofu sem tempero é uma coisa bem dose, viu? Depois fui para a aula de hidroginástica. A piscina é aquecida e estou achando até bem animada essa brincadeira. Confesso que terminei bem cansada. Sabe aquela dorzinha de exercício?

Almocei uma salada bem gostosa: alface+endívia branca+repolho+maça+abacaxi+aipo. No principal, cenoura à francesa e escarola no vapor. Em todos os pontos da Lapinha existe uma mesa de chás, água e água com limão. É super importante a hidratação. Sou bem passarinho e tenho dificuldades em tomar água. “Esbarrar” em chás e água está sendo importante para corrigir esse hábito.

À tarde escolhi a massagem chamada bamboo. Alguns bambus aquecidos provocam um relaxamento, prevenindo dores musculares, tensões, estresse e promovendo drenagem linfática.Você fica como massa de pastel e o bambu vai te amassando!

Durante o dia também temos várias palestras. Mastigação, postura, estresse. Todos esses males da nossa década são abordados e você consegue informações importantes para lidar melhor com esses problemas no dia a dia.

Na hora da fruta (no meio da tarde) comemos mamão, e para o jantar sopinha de trigo sarraceno para aquecer no frio do Paraná.

Como todo que é consumido aqui também é produzido na Lapinha, alguns produtos podem ser comprados para levar para casa. Desde as frutas frescas e orgânicas até o mel da Lapinha. Tem vários tipos de pães, geleias, alguns pasteis assados (Tô levando!). Uma ideia bacana para continuar, pelo menos em parte, a dieta naturalista em casa. Eles deixam tudo embaladinho para o momento da sua saída. Em Curitiba, São Paulo, Londrina e Santa Catarina é possível comprar alguns produtos da Lapinha. Vou passar a lista, caso desejem produtos da Lapinha para um SPA naturalista em casa.

São Paulo: Pão de Açúcar (Gabriel Monteiro, Faria Lima 2232 e Ministro Rocha Azevedo); Mercearia do Bem Estar (Brooklin); Pastifício Primo (Fradique Coutinho e Higienopolis); Moinho de Pedra (Chácara Santo Antônio) e no e-commerce Caminhos da Roça.

Londrina: Ville Nature (Cicaras)

Santa Catarina: Só Organicos (Rua Elis Regina, 1931. São José); Armazém Cravo e Canela (Rua Servidão Valagão 122. Lagoa. Florianopolis)



5 respostas para “Diário no Lapinha SPA”

  1. Lalá, descola pra mim, por favor, a receita dessa sopa de trigo sarraceno.
    Tenho uma forte restrição alimentar por conta de distúrbio hormonal mas posso comer trigo sarraceno.
    Queria muito esta receita. Muitas receitas de sopa levam batata e não posso nem sonhar com batatas… Agradeço seu help com a receita.

    1. Oi, Karina
      Vou comprar o livro da Lapinha com receitas e te passo, tá?
      Beijos!

      [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ‘0 which is not a hashcash value.

Deixe uma resposta